Coronavírus a doença invisível que pode matar

Coronavírus a doença invisível que pode matar

Janeiro 22, 2020 Não Por seilaeu

Na última semana, um misterioso vírus vem tomando conta dos noticiários e preocupando a Organização Mundial da Saúde (OMS). O número de pesquisas sobre ‘O que é o Coronavírus‘ duplicou, chegando a mais de 2 milhões de resultados, após 440 pessoas serem contaminadas pelo mundo.

Nove mortes já foram registradas com quadros semelhantes ao surto de uma pneumonia. A China, país que até o momento é apontado como origem da doença, conta com o maior número de pacientes. A OMS confirmou que o foco estaria na cidade de Wuhan, na província de Hubei.

Nesta terça (21), foi detectado o primeiro caso na América, nos Estados Unidos. O homem, de aproximadamente 30 anos, está em um hospital sendo observado. De acordo com a mídia americana, o viajante da China foi diagnosticado após desembarcar em Seattle, em Washigton.

O que é o Coronavírus

Ainda pouco se sabe sobre o desenvolvimento e origem do vírus. A principal teoria levantada até o momento é de que a fonte primária seja animal e que começou a ser transmitida entre humanos por meio de frutos do mar. A espécie que teria iniciado o processo não foi identificada. A primeira morte foi registrada em 11 de janeiro de 2020.

O coronavírus é de uma grande família de vírus, que possui exemplares que vão desde uma simples gripe, a casos mais graves para a saúde humana. De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), raramente ele consegue evoluir para estágios preocupantes, infectando pessoas e se espalhando.

Mas, vale ressaltar que, no passado, já foram registrados surtos como a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS) e a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS). Em 2002 e 2003, essa última doença, que também surgiu na China, infectou mais de 8000 pessoas e matou 800.

Sintomas

Os principais sintomas observados se assemelham a uma forte gripe. Febre, tosse, aperto no peito, falta de ar, coriza e dores de garganta. Os grupos de maior risco, como crianças e idosos, podem desencadear problemas mais graves, como pneumonia, síndrome respiratória e morte.

Como o vírus se espalha

A Organização Mundial da Saúde, inicialmente, analisou que grande parte dos pacientes comeram frutos do mar. Porém, com os últimos números de infecção, a doença já esta sendo tratada como transmissão de pessoa para pessoa. O governo chinês já confirmou a hipótese.

Ao se hospedar nas células de uma pessoa, o vírus tende a se reproduzir, multiplicando em larga escala. Porém, ainda pouco se sabe sobre a sua propagação.

Tratamento

Como a origem e desenvolvimento do novo Coronavírus não foi completamente estudada, não há um tratamento eficaz para o seu combate. O Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos informou que já está trabalhando em uma vacina para a cura.

A Organização Mundial da Saúde também alertou que as pessoas que irão para os países de risco redobrem os cuidados. Evitar lugares muito cheios e fechados, contato direto, como mãos, e manter a higiene em dia.

Basicamente, não vá a Wuhan. E quem estiver em Wuhan não deixe a cidade“, comunicou o diretor da Comissão Nacional de Saúde da China, Li Bin. Na declaração, ele também comentou que o coronavírus pode sofrer mutação.

Brasil

Ainda não foram registrados casos em território brasileiro. Mas o Ministérios da Saúde disparou um comunicado às vigilâncias sanitárias de aeroportos e portos para quem reforcem os cuidados aos viajantes.

Outros países

Japão, Tailândia, Taiwan e Coreia do Sul também foram afetados. Aeroportos na Turquia, na Rússia, nos Estados Unidos, na Austrália e na Inglaterra estão fazendo monitoramentos para identificar possíveis casos da doença.

Agora que já sabe o que é o Coronavírus, fique atenta as recomendações e saúde.

 

Essa noticia foi publicada inicialmente em https://www.altoastral.com.br/

Partilhar